Aconchego Carioca – comida de boteco

aconchego
Eu adoro um boteco. Desde criança, meu pai me levava pra comer salaminho, tremoço e bolinho de bacalhau. Eu ficava lá me deliciando com essas bombas calóricas enquanto meu pai tomava seu choppinho. Aí chegava em casa e não queria almoçar. Minha mãe achava (e ainda acha) que eu como pouco, ela não sabia da nossa “parada estratégica” no boteco. Segredo de pai e filha.

Foi daí que herdei minha paixão por comida de bar. Sou capaz de trocar um almoço em restaurante top por uma visita ao novo boteco da cidade. E há tempos, desejava conhecer o tão famoso Aconchego Carioca. Foi então que, na minha última viagem ao Rio, fomos eu e meu mestre (pai) degustar as delícias do lugar.

O bar/restaurante está localizado fora do circuito turístico carioca, na Zona Norte do Rio. No bairro da Praça da Bandeira, em uma rua aparentemente residencial, lá esta ele. Uma casinha rosada discreta de esquina, com uma plaquinha mais discreta ainda.

Fui durante a semana e estava cheio. Por sorte, lá no fim do salão tinha uma mesinha de 2 lugares. O salão é pequeno, mas aconchegante. O nome não podia traduzir melhor a “áurea” do lugar.

aconchego carioca

Fomos muito bem atendidos por um garçom bem gente boa. Gente boa e super conhecedor das quase 300 cervejas do cardápio. Ele nos recomendou uma cerva Jamaicana da melhor qualidade. Começamos bem.

Para abrir os trabalhos, o famoso bolinho de feijoada. O famoso e melhor bolinho de feijoada que já comi! Crocante por fora, quentinho por dentro. Tempero e pimenta na medida certa. Ainda vem acompanhado de uma cachacinha, que ficou por conta do meu véio.

Ah…. Mas os petiscos estão tão deliciosos que vamos ficar neles mesmo. O garçom sugeriu que provássemos o bolinho de rabada. Rabada? Isso mesmo,  minha gente, bolinho de feijão branco com recheio de rabada. MEU DEUS! Tava quase passando embaixo da mesa e soltando os cachorros – Ana Maria Braga feelings.

A essa altura a Jamaicana já tinha acabado. No 2° round etílico fomos de Terezópolis, delícia de cerveja nacional. Ok, bolinho de feijão e bolinho de rabada done. Como diz meu pai, ainda não deu pra “tapar o buraco” do dente. E falando em buraco, tá alí no cardápio o Buraco Quente. Ideal pra fechar nossa experiência “butequesca”.

Uau, tudo muito bom. Lugar, comida, atendimento… Vambora? “Não, sem antes provar o pudim de cachaça”, diz o garçom (ou seria vendedor?). Será? Eu e meu pai trocamos aquele olhar “tá-no-inferno-abraça-o-capeta” e topamos. MEU DEUS-2, que delícia! Aprovado!

aconchego carioca 2

Sem dúvida, uma experiência excelente. Saímos de lá felizes, carregando nossos kilos adicionais e, na lembrança, mais um bom momento de pai e filha no boteco. =)

Aconchego Carioca
Rua Barão de Iguatemi, 379 – Praça da Bandeira
Tel.: (21) 2273-1035

2 opiniões sobre “Aconchego Carioca – comida de boteco

  1. Pingback: Guia de Viagem para o Rio de Janeiro | RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s