Primeira vez em Buenos Aires: dicas de roteiro

Passeio guiado dentro da Casa Rosada (Palácio do Governo)

Passeio guiado dentro da Casa Rosada (Palácio do Governo)

Buenos Aires é tudo de bom: charmosa, perto do Brasil, barata, comida boa, vinhos maravilhosos… Quem ainda não teve oportunidade, se programe e vá!

Tentei ir a todos os lugares clichês, mas que não devem deixar de ser visitados. Separei-os aqui por região, para ter ideia do que dá para visitar em cada dia. Vá com um tênis confortável para caminhadas. Pegue um mapa da cidade no hotel e faça quase tudo a pé, de metrô ou ônibus.

Quanto tempo é necessário? Pelo menos 5 ou 6 dias, para cumprir o roteirinho básico que indico aqui. Fui a BsAs 2 vezes, primeiro em 2009 com uma amiga querida e seu namorado (sim, fui de vela! rs) como “escala demorada” de 4 dias para um Congresso em Mendoza, e depois em 2010 com minha mãe por 2 dias em excursão, parte do roteiro Quatro bandeiras da CVC. Aqui reúno as 2 experiências:

DSC08744

Dia 1: Centro e Palermo

De manhã fomos andado pelo Centro reconhecendo a área, com uma passada importante no Banco do Brasil para trocar dinheiro. Destaque para a Avenida 9 de Julio com o Teatro CólonObelisco, e Av Corriente,. Aproveite e pegue um táxi até a bonita livraria El Ateneo (Av. Santa Fé 1860, esq. com Riobamba), instalada num museu antigo.

A tarde fomos ao bairro Palermo, com bastante coisa e não deu para ver tudo num dia só: começando da Plaza Italia, no trecho chamado Jardins/Bosques de Palermo, fomos ao Jardim Botânico (bem caidinho, cheio de gatos), ao Museu Eva Perón (Calle Lafinur, 2.988), Jardim Japonês, El Resedal, Planetário.  A noite aproveitamos que estávamos ali para jantar no Shopping Alto Palermo.

Jardim Botânico e Museu Evita Perón

Palermo: Jardim Botânico e Museu Eva Perón

Dia 2: Recoleta e Palermo

Pela manhã, Recoleta: Palais de Glace (museu com exposições), Cemitério da Recoleta (onde está o túmulo de Eva Perón), Igreja do Pilar, bar Locos por Fútbol (Rua Vicente Lopez com Junín). Almoçamos no Shopping Buenos Aires Design (onde tem o Hard Rock Café de Buenos Aires), ao lado da Recoleta Cultural Center.

Palais de Glace, Cemitério e Recoleta Cultural Center

Palais de Glace, Cemitério e Recoleta Cultural Center

Bar com decoração de futebol e Hard Rock do Shopping Buenos Aires Design

Bar com decoração de futebol e Hard Rock do Shopping Buenos Aires Design

 

DSC08877Depois do almoço, continuamos em Recoleta e fomos ver a  Floralis Genérica Monument (Flor de Metal gigante).

Então partimos para o Zoológico de Buenos Aires, em Palermo, que não conhecemos no dia anterior. Uma graça! adorei! Aproveite e visite uma loja de couro barata na Rua Murillo nº 600/700, Palermo.

zoologico-BsAs

P1080424Dia 3: La Boca, Montserrat e Compras

Manhã no bairro italiano La Boca. É longe e meio perigoso de ir sozinha, além de sujo. Tente fazer tudo de uma vez pra não ter que voltar. O bairro respira Boca Jr, time de futebol local: lojas com camisas e todos os artesanatos possíveis com as cores do time. Fomos ao La Bombonera (estádio do Boca Jr.) e seu museu, depois ao Caminito, onde paguei mico dançando tango na rua, lógico!

La Boca: La Bombonera

La Boca: La Bombonera

Caminito: Foto paxá dançando tango na rua: tem que ter!

Caminito: Foto paxá dançando tango na rua: tem que ter!

P1080509Tarde em Montserrat: Plaza de Mayo onde estão a Casa Rosada (palácio do governo federal, tem uma visita guiada de 15 minutos), Cabildo e Catedral Metropolitana (monumento a San Martin). Entre na Av. de Maio: Café Tortoni (confeitaria mais antiga de BsAs, estilo Colombo no Rio). Peguei a linha A do metrô (Subte), todo de madeira, só para dar uma volta. É lindo! Pode descer no Congresso Nacional, na praça onde tem o monumento aos dois congressos, o edificio da Confiteria del Molino, e o Pensador de Rodin. Caminhe de volta para a Av. de Maio e veja o Palacio Barolo, los 36 Billares, e chega de volta ao Tortoni. Calle Florida está a um passo.

A tardinha nos entregamos às compras: Calle Florida e Galerias Pacífico (predio antigo restaurado que virou Shopping). Há também a Calle Aguirre, famosa pelos Outlets, na Villa Crespo, perto do Palermo. Veja dicas preciosas em Dicas e Compras em Buenos Aires.

Casa Rosada e Galerias Pacifico

Casa Rosada e Galerias Pacifico

Rio-TigreDia 4: Delta do Rio Tigre e Puerto Madero.

Tour de meio dia ao Delta do Rio Tigre (no encontro do rio Paraná com o Rio de la Plata). Primeiro pegamos o trem de La Costa na estação do Retiro, depois o barco. Visitamos a Catedral de San Isidoro em uma das paradas do trem. Pode-se fazer por conta própria (vá cedo para conseguir barco), mas fizemos no tour da Sturia (com um alfajor de brinde, que mimo! rs). A cidade de Tigre fica a 30Km de BsAs e é onde os ricos mantém casas de veraneio na beira do rio e praticam esportes náuticos.

Tigre

 

P1120397

 

Passamos a tarde e noite no bairro de Puerto Madero (zona portuária com antigos armazéns recuperados, atualmente um importante pólo turístico-gastronômico). Passeie pelo calçadão na beira do canal, veja a Puente de la Mujer, o Museu-Barco Fragata Presidente Sarmiento (de 1898), o Cassino Flutuante. Escolha um dos muitos restaurantes e tenha uma noite super agradável!

.

No recinto com os tigres e leões: só em Lujan para chegar perto assim desses bichanos lindoooos!

No recinto com os tigres e leões: só em Lujan para chegar perto assim desses bichanos lindoooos!

Dia 5: Zoológico de Lujan!

Reserve o dia todo para esse zoológico. Saiba tudo no post De Buenos Aires para o Zôo de Lujan.

Dia 6 ou um Domingo: não deixe de visitar a Feira de Antiguidades em San Telmo (antigo bairro boêmio). Só funciona aos domingos, com concentração na Plaza Dorrego. É enorme, famosa, com muito tango e milonga nas ruas. Muita antiguidade, cacarecos, mas também lembrancinhas e utilidades (lenços, bijus). Os cafés em volta são bem antigos e tem alfajores deliciosos!! Em San Telmo você pode ainda conhecer a Igreja e o Museu da Penitenciaria.

Nights: tangos e vinho! Vá ao Sr. Tango, mas lanche antes porque lá é tudo caro! E/ou ao Show de Tango do Café Tortoni, com orquestra ao vivo, $60 (pesos) por pessoa sem jantar (vi vários comentários que comida em show de tango é péssima), onde o dançarino tira pessoas pra dançar. Ou na Confiteria La Ideal. Ou na Esquina Carlos Gardel. Nós fomos ao MaderoTango, onde também jantamos. Muito bom! Em qualquer um deles, reserve com antecedência. Não são baratos, mas são imperdíveis!

madero-tango

Leia também:

2 opiniões sobre “Primeira vez em Buenos Aires: dicas de roteiro

  1. “(bem caidinho, cheio de gatos)”?
    Isso quer dizer que o fato de ter gatos o torna ainda mais caidinho? Kkkkkkk. Eu diria (bem caidinho, porém cheio de gatos!). Rsrs.

    Curtir

    • Olá, Mirela. Tudo bem?
      Olha, por se tratar de um Jardim Botânico, uma instituição científica, o fato de estar lotado de gatos e realmente fedendo a urina e fezes deixa a instituição mais caidinha sim.
      Na minha opinião, uma horda de gatos abandonados sem donos e sem cuidados não melhora a imagem de nenhum lugar no mundo.
      Gatos são lindos e fofos, quando bem cuidados na casa de seus donos, castrados, com coleira e guiso, e em casa telada para eles não fugirem pra rua e arriscarem suas vidas.
      Eu acho que você deve concordar comigo.
      Beijo

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s