Dicas e Compras em Buenos Aires

P1120046Adorei Buenos Aires. É tanta coisa legal e interessante, que fiz um post separado somente com as dicas:

  • Visto: não é necessário para brasileiros. Para viagens de até 90 dias, nem passaporte precisa, devido ao acordo do Mercosul. Basta apresentar um RG recente.
  • Melhor época para ir: As estações do ano seguem as do Brasil (hemisfério sul), mas o inverno é mais
    Inverno em BsAs: árvores sem folhas e frio, mas muito charmoso! Passeando pela Av. de Maio, com a Casa Rosada lá no fundo.

    Inverno em BsAs: árvores sem folhas e frio, mas muito charmoso! Passeando pela Av. de Maio, com a Casa Rosada lá no fundo.

    acentuado. É confortável na primavera, quente no verão ( temperatura variando entre 20° e 33°, com picos de 40°C), agradável no outono e bem fria no inverno (entre 5° e 15°C, chegando a alguns graus abaixo de zero).

  • Clima e mala: Em qualquer estação, leve casacos. No outono e inverno, leve gorro, cachecol e luvas!
  • Moeda: a moeda oficial é o peso argentino. 1 Real = 2,5 pesos, em média. Isto é, se você trocar no banco ou em uma casa de câmbio. No câmbio paralelo/negro 1 real = 4 pesos. Alguns estabelecimentos aceitam reais e dolar, veja a cotação que oferecem e se fica vantajoso. Normalmente não vale a pena trocar moedas no Brasil. Mas, se não quiser chegar sem nada, troque uns 400 pesos. Do blog Buenos Aires para chicas: Dicas espertas de câmbio.
  • Quanto levar? Acredito que, DSC08701para uma viagem sem luxos e não considerando compras, uns R$2mil dá para 5 dias. Tente andar com notas baixas de pesos pois há boatos de notas falsas nos trocos.
  • Já cheguei a Buenos Aires por terra (vindo do Uruguai, de ônibus de excursão) e ar (pela Pluna). De avião, se puder, prefira chegar no Aeroporto Aeroparque, que é mais central, como o Santos Dumont no Rio ou Congonhas em SP. O Ezeiza é mais afastado, mas nada que um taxi não resolva.
  • Fuja das agências de turismo! São mais caras e não valem a pena! Compre as passagens e reserve o hotel pelo site e faça sozinho os passeios por lá! Pode confiar!
  • Use e abuse do transporte público, pois é barato e funciona. O metrô (subte) é super eficiente! Também peguei ônibus sem problemas, mas tenha sempre moedas trocadas, pois o pagamento das passagens é feito numa máquina que só aceita moedas!
  • Diferenças culturais: Fala-se muito que argentino é mal educado e não dá informação. Fui toda bolada tentando me virar sozinha com meus mapas. E eis que pessoas paravam voluntariamente para perguntar se queríamos ajuda. E me deram as direções certas e dicas para usar os melhores transportes. Depois disso desencuquei e pedi ajuda.
  • Tomar vinho nas refeições pode ser bem mais vantajoso financeiramente do que água e o cafezinho! 😉

P1080247Onde se hospedar:

Eu já fiquei no Centro, hospedada no Hotel em Buenos Aires: Obelisco Center. Algumas pessoas podem não gostar porque o bairro é feio como qualquer centro de cidade grande, mas a vantagem é se locomover. Também já fiquei em San Telmo no Albergue em Buenos Aires: Ayres de San Telmo Hostel na 1ª vez que fui. Bom preço para quem procura opção barata (éramos 3 estudantes indo para um congresso), mas não curti o bairro a noite. Talvez seja melhor ficar na Recoleta, que também é bem central mas mais bonito. Ou em Palermo Soho ou Palermo Hollywood, caso seu interesse seja compras!

Presentes argentinos sempre bem-vindos!

Presentes argentinos sempre bem-vindos!

Compras:

  • Tem dúvidas sobre o que levar de lembrança para amigos e família? Aposte nos alfajores Havanna. Dezenas de lojas espalhadas pela cidade, nos shoppings e aeroportos. Não tem erro! Aproveita e traz pra mim!!!
  • Presentes masculinos: aposte também em camisas de futebol dos times argentinos.
  • Tem uma loja de casacos na rua Florida bem legal, se chama “MAURO SÉRGIO”.
  • Compre lenços no camelô, é bem mais barato que nas lojas!
  • Na Calle Florida tem lojas caras, mas também muitas lojas baratas nas galerias. Prefira as ruas perto do Cemitério, onde os portenhos compram: mais barato e variado.
  • Ainda na Florida: super farmácia Farmacity do nº 474 (entre Corrientes e Lavalle) para cosméticos, loja de departamentos Falabella no nº 665 (entre Tucumán e Viamonte), Zara no nº 651.
  • Endereços dos Outlets: Nike outlet mh – Córdoba 4660, Plmo. Levis outlet mh – Córdoba 4654, Plmo. Cacharel mh – Acevedo 642, Centro. Lacoste outlet mh (ao lado da Cacharel) – Aguirre 875.
  • Av. Corrientes: subindo, tem muitas lojas de descontos e outlets, na altura do nº 3000.
  • Um shopping bem barato que vale a pena é o Unicenter, tem o jumbo supermercados onde tem boas opções de vinhos e azeites.
  • Peça as notas das compras, no aeroporto vc consegue reembolso do imposto IVA de várias coisas. No Galerias Pacifico, o que você compra já pode pedir o reembolso do imposto por lá mesmo.

Vá conferir o que tanto falam sobre Buenos Aires. E volte aqui para dizer o que achou e dar suas próprias dicas! Tenho a impressão de que você não vai se decepcionar 😉 Para quem já foi… tem mais algumas dicas a dar? Fale conosco nos comentários aí embaixo!

Leia também:

8 opiniões sobre “Dicas e Compras em Buenos Aires

  1. Oi Cris!!
    Estou aqui explorando seu blog….
    Pretendo passar 3 ou 4 semanas em BsAs e estou amando suas dicas… já estou deixando tudo anotado! kkkkkk
    Só fiquei com uma dúvida quanto à compras… você acha que é melhor comprar produtos de beleza nas ruas de BsAs ou no aeroporto (pretendo voltar pelo Ezeiza… mas se não compensar, volto pelo aeroparque mesmo, porque é mais perto rrsrsrs).

    Bjsss

    Curtir

    • Oi, Joyce. Bem-vinda e fique a vontade!
      Acabei de voltar de BsAs, numa escala estendida voltando do Ushuaia. Fiquei, enfim, num hotel ótimo, na Recoleta. Em alguns dias eu publico sobre ele. Super recomendo, localização maravilhosa. Vc já viu hotel?
      Sobre as compras, é melhor comprar na cidade mesmo, pois vc aproveita o câmbio alternativo, e não o oficial que será cobrado no aeroporto. O câmbio oficial está R$1 = 3,5 pesos argentinos. No câmbio alternativo/negro está R$ 1 = 7 ou 8 pesos. Portanto, leve dinheiro em reais, pois vc não perde na taxa de câmbio aqui, e troque lá. Até nós centros de atendimento ao turista lá na Recoleta estavam nos instruindo a fazer isso. Aí as compras vão super valer a pena. Aproveite!!!
      Beijo, Cris

      Curtir

      • Aiiii que gostoso!!!
        Vou ficar ligada no blog, para ver as fotos!!! =)

        Bom, estou pesquisando acomodação em um site (www.airbnb.com.br). Como uma amiga pretende ir e passar uma semana comigo, eu achei legal a ideia de locar um apartamento já mobiliado, pois teremos mais liberdade em fazer compras, sair e deixar as coisas em casa, sem precisar ficar guardando tudo em um armário, porque o espaço para guardar roupas + compras, pode se tornar muito pequeno.
        O problema é que ajustaram os valores do aluguel e eu ainda não fechei o curso de espanhol que quero fazer (pretendo fazer pela UBA, mas estou com medo de ter imprevistos, pois a inscrição só pode ser feita pessoalmente…. então viajarei sem ter certeza do curso), então estou pensando no orçamento. Mas até 900,00 de locação está nos planos (não estou me iludindo com menos do que isso, embora em Julho estive pesquisando e estava na faixa de 740,00).
        Estou louca para conhecer o Zoo Lojan, já peguei umas dicas dele aqui no seu blog tmbm ^^
        Obrigada pela dica sobre as compras… pelo menos volto pelo aeroparque e não preciso me preocupar com transito, valor do táxi nem distância.
        (Esse cambio alternativo… como faço para encontrar alguém de confiança para trocar? Você conhece algum lugar?)

        Bjss

        Curtir

      • Oi, Joyce.
        Realmente. Fiquei em apart-hotel em Santiago e foi uma maravilha! Não tinha mais espaço que um quarto de hotel normal não, o armário era tão pequeno quanto, mas havia uma sala que foi mão na roda! Fora que quando ficamos muito tempo em um lugar, comer fora todo dia pode encarecer demais a viagem, e o apart com cozinha resolve o problema.
        O zôo de Lujan é uma delícia! Mas não é bonito, ok? Vá de coração aberto, rs. É pequeno, chão de terra batida, mal sinalizado. Mas os animais, mesmo em situação de cativeiro, estavam super bem, brincando, correndo. E chegar tão perto deles foi uma baita experiência. É um passeio polêmico, mas eu super curti e não vi nada demais lá.

        Sobre o câmbio alternativo, dessa vez eu fiquei apenas 1 dia em BsAs e já tínhamos pesos argentinos de uma outra viagem. Então não precisamos trocar. Não sei te indicar ninguém. Mas peça informações num centro de atendimento ao turista, que eles te indicam.

        Beijo, Cris.

        Curtir

  2. Olá Cris, estou em BsAs curtindo as férias. Suas dicas estão me ajudando muito sobre o passeio… Retornarei ao Brasil pelo Ezeiza, e gostaria de saber se vc sabe como faço para pedir o reembolso do imposto IVA, o local no aéreo q devo ir… É minha primeira viagem internacional e fico meio perdido quanto a esses assuntos, pois vim p cá com um amigo, e não me preocupei em “aprender” essas coisas, e como voltarei sozinho, agr tenho q aprender na marra rsrs
    Parabéns pelo blog, abraços

    Curtir

    • Olá, Igor.
      Aproveite bastante as férias em BsAs! E depois volte pra nos dar novas dicas que vc não encontrou aqui, ok?

      No Ezeiza, o reembolso do IVA pode ser pedido na área do Checkin Internacional ou Checkin das Aerolíneas Argentinas.
      Mais informações sobre como proceder, dá uma olhada nesse link, acho que ele vai te ajudar, são as informações oficiais: https://www.afip.gob.ar/portugues/shopping.asp

      Espero ter ajudado! Boa viagem e obrigada pela visita!
      Abs, Cris

      Curtir

      • Obg Cris, agr consegui entender bem…
        Mas os únicos comprovantes q tenho são as “notas fiscais” (não sei se é assim q chamam aqui) das compras, e no link diz q tenho q pegar um “cheque de reembolso” no ato da compra. Será q consigo com essas notas? E sabe me informar se esse reembolso é só sobre produtos materiais ou inclui alimentação? Pois no link diz q eles tem q inspecionar os itens adquiridos no país.
        Obg 🙂

        Curtir

      • Igor, as notas fiscais servem sim. Mas não custa perguntar nas lojas se é a nota certa para pegar de volta o IVA.
        Sobre que itens você consegue o reembolso, já não sei dizer. Até onde sei, a maioria das lojas entram nessa situação, mas algumas podem estar fora. Mas não sei se os restaurantes estariam todos fora. Leva todas as notas e eles vão inspecionar e dizer o que pode reembolsar e o que não pode.
        Fiz isso na África do Sul. 1º passei por um atendimento que confere as notas e já separa o que entra no reembolso e o que não entra. Lá, se me lembro bem, alguns mercados e lanchonetes ficaram de fora. Depois vamos para outra fila que é o de re-conferência, digitação de tudo e onde te dão o vale pra ser trocado pelo $. Essa parte demorou muuuito.
        Portanto, chegue bem ante no aeroporto para fazer esse procedimento. Bem antes mesmo. Tipo 3h antes do que vc chegaria.
        Abraços, Cris.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s