Isla Grande, Arquipélago Islas Rosario

San-Pedro-Majagua-transporteVeja aqui o post inicial sobre Cartagena, com todo o roteiro e dicas desse incrível destino.

No 4º dia em Cartagena, deixamos a cidade murada rumo ao Arquipélago Islas Rosario. Como íamos ficar hospedados no Hotel San Pedro de Majagua, nos beneficiamos de seu ótimo esquema de transporte. Ele possui um hotel filiado na cidade murada, o Bóvedas de Santa Clara. De lá, sai um ônibus às 8:30 para a Marina Santa Cruz, no bairro Manga, de onde sai o barco do hotel às 9h.

A viagem de barco já é um belo passeio. Cerca de 1h30, passando pela Virgen del Navegante, na Bahía de Cartagena, pelos fortes Batería de San José e Castillo de San Fernando, no canal de Bocachica, que dá acesso a baía. Costeamos a Isla Barú, e chegamos em Isla Grande, maior ilha do arquipélago Islas Rosario (que pertence ao Parque Nacional Los Corales).

Virgen, cidade murada vista da Baía, e forte em Bocacgica, no caminho de barco para Islas Rosario

Virgen del Navegante, cidade murada vista da Baía, e forte em Bocachica, no caminho de barco para Islas Rosario

Uma das duas praias do Hotel San Pedro de Majagua

Uma das duas praias do Hotel San Pedro de Majagua

O hotel é maravilhoso, fomos recepcionados com drinks de corozo (fruta local). Chegamos por volta das 10:30, mas o check-in do quarto é às 13h. Então deixamos as malas na recepção, trocamos a roupa e fomos curtir praia! Dessas de azul turquesa. Depois do almoço divino, o quarto já estava liberado. Ficamos por 4 dias no total (3 noites), e foram suficientes. Se bem que eu ficaria mais tempo tranquilamente. Nesse 1º dia na ilha curtimos praia, o hotel e a varanda do quarto com vista pro mar. Exploramos um pouco as imediações a pé (também pode-se fazer de bike e com um guia nativo). E reservamos uma atividade pro dia seguinte.

Mergulho-Isla-RosarioNo 2º dia, após o café-da-manhã e um relax na praia, às 10:30 fomos encontrar o pessoal do Diving Planet, que tem um estande exclusivo para os hóspedes do hotel. Contratamos um mergulho para iniciantes, que consiste em um breve curso básico, no barco e na água, e 2 mergulhos de 40 minutos (por 295.000 COPs/pessoa). Só nós 2, cada um com 1 instrutor, mais 1 extra que foi fotografando pra gente, e o capitão do barco, que dá um super suporte na colocação do equipamento. Foi suficiente para nós, que nunca havíamos mergulhado com cilindro, conseguir descer 12 e 15m com a equipe. Sensacional!!! O profissionalismo e paciência deles foi decisivo. Super recomendo! E o mergulho foi maravilhoso, que biodiversidade!

Mergulho-Isla-Rosario2

Com uma sensação ótima e uma queimadura de coral-fogo cada um, voltamos pro hotel às 14h. Almoço, relax na varanda, e fomos para a 2ª experiência maravilhosa do dia: massagem no SPA. Corpo inteiro por 1h. À luz do pôr-do-sol.

Uma das mansões de Pablo Escobar nas Islas Rosario.

Uma das mansões de Pablo Escobar nas Islas Rosario.

No 3º dia fizemos um passeio de barco com um nativo da ilha, o simpático Marcelo. Combinamos com ele no dia anterior. Às 10:30 nos encontramos na praia e entramos em seu barquinho. Fomos só nós dois. Custou 150.000 COPs/pessoa com direito a parada para snorkelling em 2 pontos (corais de uma ilha particular e naufrágio de um avião de Escobar), parada de 30 min na paradisíaca ilha do Parque Isla Rosario e passeio por todas as 27 ilhas do arquipélago, vendo hotéis, casas de nativos e famosos, incluindo as inúmeras casas abandonadas que foram de Pablo Escobar, e pela Lagoa Encantada. Passeio de 3h, sensacional! Depois, fomos almoçar, curtir descanso na rede e praia, e o pôr-do-sol mais lindo da semana!

Naufrágio de avião de Pablo Escobar nas Islas Rosario, visto durante snorkelling

Naufrágio de avião de Pablo Escobar nas Islas Rosario, visto durante snorkelling

No 4º e último dia, precisávamos fazer check-out do quarto às 12h. Então curtimos praia pela manhã (aaaaahhh, que sacrifício! rs) e depois do almoço circulamos pelo hotel, aproveitamos o wi-fi da recepção que nem procuramos nos dias anteriores. Às 15h saiu o barco para retorno ao continente e voltamos para a cidade murada.

Parque Nacional Isla de Rosario. Paraíso ou não?

Parque Nacional Isla de Rosario. Paraíso ou não?

Esse hotel e todas as suas atividades vão deixar saudade. Falo mais das dependências dele e de sua divina gastronomia aqui. Mas digo com toda certeza que curti mais as Islas Rosario do que Aruba. São diferentes, aqui há mais paz, sossego, um clima intimista, do que na agitada Aruba. Mas também achei a Isla Rosario, onde há o parque e nenhuma construção (acesso apenas de barco), muito mais bonita.

Leia aqui a continuação da viagem.

Leia também:

4 opiniões sobre “Isla Grande, Arquipélago Islas Rosario

  1. Olá!
    Seu post me deu várias dicas e por causa dele acabei fechando o mesmo hotel e o mergulho. Mas também gostaria de fazer um passeio pela região… Como você contratou o Marcelo?? Foi lá que acertou tudo ou o hotel intermediou isso?
    Obrigada pela ajuda!

    Curtir

    • Oi, Thais. Fico feliz que eu tenha ajudado a planejar sua viagem, ou ao menos inspirado. 🙂
      Fechei com o Marcelo por lá mesmo, enquanto tomava banho de sol na praia do hotel.
      Uma coicinha chata em Cartagena é que os vendedores te incomodam bastante. Foi assim que conhecemos o Marcelo, ele nos abordou na praia oferecendo o passeio, sem intermediação do hotel.
      Abraço

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s