Comidas típicas cariocas

praia-Rio

A culinária carioca é uma mistura de influências. Pouco sobrou da influência dos habitantes originais, os índios, pois sua cultura foi dizimada muito rapidamente. As maiores influências vieram de Portugal (que introduziu, por exemplo, a galinha e o porco), da África, de toda a diversidade de imigrantes que chegaram, e depois dos outros estados brasileiros. Mas o carioca adaptou sua culinária a seu clima, a seu gosto, e hoje temos alguns quitutes que são dignos de serem chamados de “cariocas da gema”.

Como não começar pelas Comidas praianas? Além da água-de-coco e da cerveja gelada, não podem ficar de fora da experiência de praia:

  • biscoito Globo
  • mate gelado com limão
  • empada praiana
  • peixinho frito, como manjubinha ou sardinha
  • milho cozido
  • sacolé (chamado em outros estados de din-din ou chup-chup)
  • caixa de isopor com cerveja e água que você leva de casa (do hotel, ou do mercado) sem “pagar mico”.
Comidas de praia no Rio de Janeiro

Comidas de praia: coco gelado, milho cozido e sacolé

LANCHES pra fazer quando estiver no Rio de Janeiro:

Pão com linguiça: pão francês com linguiça frita. Se você pegar qualquer estrada no estado do Rio, verá essa iguaria sendo vendida nas lanchonetes na beira de estrada.

Bolinho ou croquete de feijoada. Bolinho ou croquete de rabada. (Ver abaixo as descrições de feijoada e rabada)

aconchego carioca 2

Comidas de boteco cariocas: em sentido horário, pão com carne (ou linguiça), bolinho de feijoada com torresmo, bolinho de rabada com vinagrete, pudim de cachaça e o recheio do bolinho de rabada.

Cachorro-quente (famoso “podrão“): com salsicha ou linguiça, tem como opções de acompanhamento: milho e ervilha em conserva, batata-palha, queijo ralado, ovo de codorna, azeitona, catchup, mostarda, maionese e molho rosé. Há versões de meio-metro!

Pastel de feira

Pastel de feira

Pastel  na feira. Para acompanhar, caldo-de-cana, que pode levar suco de limão para “quebrar” o açúcar.

PRATOS SALGADOS

Filé a Osvaldo Aranha: o nosso querido bife bovino (filet mignon) com batata frita, arroz e farofa (farofa sempre!).

Picadinho Carioca: carne bovina picada, com molho escuro, acompanhada de arroz branco, banana a milanesa, farofa e um ovo poche. Dizem que o picadinho de carne com quiabo também é carioca.

Feijoada de feijão preto com carnes de porco salgadas, carne bovina seca, paio e linguiça calabresa, acompanhada com arroz, farofa, couve a mineira e laranja em rodelas.

Frango Assado de padaria: não pode faltar no almoço de domingo. Adivinha o que vem dentro da barriga dele? Farofa! 😉 O galeto é uma versão menor, individual.

Churrasco com farofa e molho “a campanha” (= vinagrete), desde os rodízios (“comer até morrer”, com destaque para a picanha, alcatra e coração de frango) até o churrasquinho-de-gato na brasa de uma esquina qualquer.

Peixada Brasileira: Peixes acompanhados de pirão (caldo grosso de farinha de mandioca com peixe desfiado, geralmente os restinhos de peixe da cabeça ou rabo).

Bacalhau a Gomes Sá: lascas de bacalhau com cebola, batatas e ovos cozidos. Veja a receita.

pizza estranha

Pizas com sabores exóticos não-convencionais: você encontra em rodízios no Rio que prometem “mais de 50 sabores” (foto G1)

Sopa a Leão Veloso: peixe, camarão, mexilhão e carne de siri em caldo com coentro, cheiro verde, tomate e azeite. Veja a receita.

Camarão com chuchu: ensopado de camarão com chuchu refogados com legumes. Veja receita.

Rodízios de pizza, com massa fina e todos os sabores possíveis e imagináveis (pizza de strogonoff?), sempre com muito catchup e mostarda.

Rabada: cozida, servida com legumes e agrião. Pode ser servida bem picada em caldos em copo como comida de rua (Salve a Lapa!).

BEBIDA CARIOQUÍSSIMA:

Caipirinha, com cachaça, gelo e açúcar.. De limão. Ou lima, maracujá, kiwi… ou qualquer fruta. Como não provar? Na praia, na festa, no restaurante, na boate… Em qualquer lugar! Há as versões com vodca (que podem tomar o nome de caipi-vodca ou caipiroska).

caipirinha, bebida carioca

Caipirinhas em dose dupla. Limão e cajú.

DOCES

Chuvisco: doce tradicional da cidade de Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro, feito com ovos, farinha de trigo, manteiga e essência de baunilha.

pitanga

pitanga

Doce de Abóbora com Coco: pasta feita com abóbora, açúcar, cravo-da-india, canela e coco‎. Mais presente em festa juninas, alguns dizem ser um doce mineiro, mas carioca adora!

FRUTAS

Como falei antes, a população perdeu o contato com a cultura original de forma muito abrupta, e isso se reflete no fato de conhecermos pouco e consumirmos menos ainda a maioria das Frutas nativas da região (Mata Atlântica), mas vale a pena ir atrás de algumas e provar: Araçá, Cabeludinha, Caju, Cambucá, Cambuci, Genipapo, Goiaba, Grumixama, Ingá, Jabuticaba, Mangaba, Maracujá, Pitanga, Sapucaia, Uvaia.

Você já provou alguma dessas frutas? Ou conhece outras que não citamos? Deixe comentários aí embaixo! 😉

Leia mais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s