Lima, Peru – dicas e uma tarde em Miraflores

Parque do Farol e parapentes, em Miraflores

Parque do Farol e parapentes, em Miraflores

Lima é uma cidade cosmopolita fascinante, a beira mar, muito agradável. É a capital e maior cidade do Peru. Ficamos 1 dia e meio na cidade, e foi pouco. Recomendo 2 dias completos, além da chegada e saída, para conhecer tudo. A comida peruana é maravilhosa e Lima tem muitas opções de ótimos restaurantes. Falei sobre as dicas gerais para visitar o Peru, aqui falo das dicas sobre Lima:

Breve História: Fiquei fascinada pelas culturas indígenas durante essa viagem! Lima foi ocupada por assentamentos pré-incas das culturas Maranga e Lima, que foram conquistadas pelo Império Wari, e depois, no século XV, pelo Império Inca. Sua fundação espanhola data de 1535, quando os espanhóis conviveram com os incas, os derrotaram e dizimaram. Ainda há muitos sítios arqueológicos preservados dessas culturas, inclusive dentro da cidade.

Clima: Não chove quase nunca em Lima, só garoa. Mas também quase não abre sol, fica sempre nublado. Isso por causa de sua posição a oeste dos Andes. A umidade vem com os ventos alísios, que sopram do leste pro oeste, e encontram a Cordilheira dos Andes, onde descarregam suas nuvens. Por isso a região do litoral Pacífico do Peru é considerado um deserto litorâneo. É difícil conseguir uma foto com aquele céu azul, mas a chuva não vai atrapalhar seus passeios! Apesar de ter temperaturas mais amenas que Cusco e Machu Picchu, pegamos 15°C em setembro, o mês mais frio na cidade.

Põr-do-sol na nublada Lima

Põr-do-sol na nublada Lima

Hospedagem: O melhor bairro para se hospedar é Miraflores. É o mais conhecido, concentra mais hotéis (há opções de albergues a hotéis luxuosos), possui várias atrações e ainda é bem localizado para se chegar a outros pontos da cidade. Ficamos no Hotel Miraflores Lodge e gostamos bastante.

Transporte: É tranquilo andar de táxi na cidade. Não há taxímetro, então você deve perguntar e combinar previamente o valor da corrida com o motorista. Tenha soles trocados, pois eles nunca têm troco. Para ter ideia de valor, do aeroporto até Miraflores pagamos 50 soles, e de Miraflores até o Centro ele cobrou 30 soles mas negociamos para 20 soles. Na volta do Centro para Miraflores, foi difícil conseguir um táxi que fizesse o trajeto, pois reclamaram do trânsito. Há também a opção do transporte Metropolitano, que passa por corredores exclusivos e leva ao Centro e Barranco.

Trânsito: Meio caótico. Os limenhos jogam o carro na frente do outro, buzinam muito, há muitas obras no litoral e perto do Centro. Não recomendo dirigir. Prefira o táxi.

terremotoTerremotos (sismos) e tsunamis: Toda a rota dessa viagem (Peru e Chile) está sujeita a abalos sísmicos. É comum ver placas nas cidades alertando para sismos, placas nos estabelecimentos indicando zonas seguras (normalmente sob vigas) e placas nas cidades litorâneas indicando rota de fuga de tsunamis. O Peru e Chile estão localizados no Círculo de Fogo do Pacífico, zona que concentra terremotos e vulcanismos do planeta. Nada que você precise se preocupar. Os terremotos para valer (acima de 8° na Escala Richer – 8ML) são muito raros. O máximo que você pode sentir são leves tremores. Por sorte, não pegamos nenhum abalo. Mas 1 semana antes da viagem ocorreu um de 7ML no Peru. Ainda bem que não foi suficiente para ativar nenhum vulcão, pois quando entram erupção, costumam provocar o fechamento de aeroportos, e paralisação dos transportes terrestres também.Lima-viagem

Roteiro Dia 1

Saímos de Manaus às 03:40 em vôo para Lima, com escala no Panamá, via Copa Airlines. Tudo transcorreu super bem como em viagens anteriores pela CopaAir. Fizemos escala de quase 2h no Panamá, onde aproveitamos o free shop do aeroporto.

Chegamos na hora do almoço em Lima. Não conseguimos fazer saque no aeroporto, então fizemos câmbio no aeroporto mesmo, para pegar táxi. Após check-in no hotel, fomos andando até o Shopping Larcomar, construído no penhasco a beira-mar, com uma vista bem legal. Lanchamos no Tony Roma’s, com vista pro mar. A intenção era ver o pôr-do-sol, mas estava nublado (para variar). Depois, uma bebida quente no quiosque da Havanna para espantar o frio. Conseguimos sacar nos caixas do shopping. Estávamos muito cansados da viagem, então voltamos pro hotel para dormir cedo.

Shopping Larcomar, no penhasco, com vista pra orla. E o tempo nublado de Lima.

Shopping Larcomar, no penhasco, com vista pra orla. E o tempo nublado de Lima.

Leia Mais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s