Hotel de Selva Pousada Mamori, Amazonas

Pousada Mamori

Nota do Blog: nota hoteis_2-5

Em junho de 2013 fomos passar 3 dias e 2 noites na Pousada Mamori, um hotel de selva especializado em turismo de pesca. O contato foi feito por e-mail. Éramos 4 pessoas.

Junho é época de cheia dos rios. A chuva pára, mas os rios estão no auge da cheia. Não é a melhor época para pescar. Entre outubro e novembro, no final da estação seca (final do chamado “inverno” amazônico, quando chove bem menos) os rios estão bem baixos. Com menos água e com os igarapés secos, os peixes se concentram nos pontos mais fundos dos rios, facilitando a pesca. Também é a melhor época para ver botos (tanto os cor-de-rosa – ou vermelhos – quanto os cinzas – ou tucuxis). Com os igarapés secos, os passeios de canoa pela floresta inundada são substituídos pelas trilhas a pé.

Mesmo não sendo uma boa época para pesca porque os rios estavam cheios, era quando meus sogros estavam aqui. Então os levamos para esse passeio, pois os homens queriam pescar. Mesmo que fosse piranha (o peixe! rs).

cheia rios Amazonas

Cheia dos rios no caminho para Pousada Mamori

A Pousada Mamori possui pensão completa incluindo café da manhã, almoço e jantar e água (bebidas vendidas separadamente). Estão incluídos também os transfers (porto da Ceasa / Pousada / Ceasa), os passeios e 1 dia de Pesca Esportiva para 02 pescadores.

cheia rios Amazonas

Ponte improvisada para pegar 2º barco.

No sábado, 1º dia de passeio, a saída estava marcada para as 09h do Porto do Ceasa em Manaus. A travessia do Rio Negro foi feita em lancha rápida, passando pelo Encontro das Águas (dos Rios Negro e Solimões). Em aproximadamente 30 min chegamos no Município do Careiro da Várzea. Lá, uma van nos aguardava para traslado rodoviário de aproximadamente 40 km em estrada asfaltada até a vila do Araçá. Passamos por pontes improvisadas para pegar outro barco rápido. No caminho, fizemos observação de Vitória-Régia. Navegarmos até a Pousada Mamori, passando por igapós e igarapés. Chegamos por volta de 11h30. Almoço ás 12h30.

Vitória-régia

Vitória-régia, planta aquática da região amazônica

Passeio de barco

A Pousada é simples mas bem bonitinha. Piscina com vista pro lago, chalés individuais de madeira e alvenaria com banheiro privativo. Um caminho de cimento leva até os chalés. Um bombom de presente nos esperava sobre a cama.

Quarto e banheiro da Pousada Mamori

Quarto e banheiro da Pousada Mamori

Piscina com vista para o Lago Mamori

Piscina com vista para o Lago Mamori

Saída as 15h em canoa motorizada pelo Lago Mamori para pescaria de piranhas e observação do pôr do Sol. Após escurecer, fizemos focagem de jacarés. Jantar às 19h30.

Interação com fauna, observação de jacarés

Atividades de pesca de piranhas e observação de jacarés. Faça com moderação, pergunte sobre autorização. Essas atividades exercem impacto na fauna.

pôr-do-sol na Amazônia, Lago Mamori

No domingo, 2º dia na Pousada Mamori, o café-da-manhã começa a ser servido às 7h. Acordei mais cedo ao som de martins-pescadores que fazem ninho no barranco da margem do lago em frente aos chalés. Aproveitei para fazer observação de aves por conta própria.

observação aves Amazônia

Saída para passeio às 8h00. As mulheres saíram as 8h00 para caminhada na selva e observação da diversidade da Fauna e Flora Amazônica. Os homens foram de barco para a prática da pesca esportiva.

Caminhada na selva Amazônia

Pesca de piranha

Pesca de piranha, com devolução pro lago

Retorno para a pousada e almoço às 12h30. Saída as 15h00 em canoa motorizada para visita a Casa de Caboclo. Não curti essa parte do passeio. O caboclo ribeirinho tem uma relação diferente com a fauna local. Entendo que a caça para subsistência seja comum. Mas se aproveitar disso para ganhar com turismo não é legal. Vi um show de horrores com peles e ossadas de animais, “garrafadas” de banha, tartarugas criadas em isopor.

casa de caboclo animais Amazônia

Show de horrores: pele de felinos e sucuris, crânio de jacaré e tartarugas no passeio casa de caboclo

O tempo todo em que estávamos no barco, e em alguns locais mais específicos, buscávamos fazer observação de botos. Mas essa não é melhor época para observá-los e não conseguimos ver. Mas vimos bastante aves e até um grupo de macacos-de-cheiro. Quando voltávamos para a pousada, pudemos observar novamente o espetáculo do pôr-do-sol de dentro do Lago. A noite, jantar na pousada.

Passeios de canoa motorizada em igarapés

Passeios de canoa motorizada em igarapés: delícia!

pôr-do-sol na Amazônia, Lago Mamori

Na segunda-feira, 3º e ultimo dia, depois do café-da-manhã, entre 09 e 10h, iniciamos o retorno para Manaus, com chegada no porto do Ceasa.

Endereço: Lago do Mamori (92) 98804-6835
Escritório em Manaus: Rua José Paranaguá, 506 – Centro (92) 99981-2245

Leia também:

2 opiniões sobre “Hotel de Selva Pousada Mamori, Amazonas

    • Que bom que gostou, Fabiana! 🙂
      Para ir com as crianças, o melhor é o Amazon EcoPark, que possui uma estrutura melhor para atendê-los. O Mamori tem só a piscina e fica bem na beira de um barranco pro Lago. O Ariaú tb só tem uma piscina pequena e fica em palafitas sobre o Rio/Igarapé.
      Mas eu estou querendo conhecer outros… podemos combinar hehehe
      Beijooos

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s